FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ - CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ -  CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A LITURGIA

3 de dez de 2017

MENSAGEM PARA O ADVENTO - VERSÍCULO DO DIA -



VERSÍCULO DO DIA

"O Senhor Todo-Poderoso diz: — Eu enviarei o meu mensageiro para preparar o meu caminho. E o Senhor a quem vocês estão procurando vai chegar de repente ao seu Templo. E está chegando o mensageiro que vocês esperam, aquele que vai trazer a aliança que farei com vocês".
(Créditos: You Version)

  Prezados Visitantes,

Enfim... É Natal, como dizia John Lenon! Esta data é maravilhosa!
Em todos os sentidos: no sentido da Verdade que transmite - a nossa oportunidade de SALVAÇÃO, pelo nascimento de Nosso Senhor, Jesus Cristo e a capacidade que ela tem de reunir toda a humanidade numa só confraternização!
Pela sua magia, despertada pela Luz que nos ilumina especialmente neste tempo do Advento! Todos são presenteados por esta graça que vem com o Natal - festa de aniversário do nascimento de nosso SALVADOR, nosso REDENTOR!
Quer creiam ou não... quer tenham fé ou não, Natal é a grande festa da família: todos foram convidados para receber a Aliança que o  Criador nos enviou através de seu Filho,  Jesus Cristo!

Todos celebram esta data, independente de sua ideologia; cada um à sua maneira, com confraternizações, com meditações, com presentes,  com grandes árvores enfeitadas com todas as suas fantasias!
 Mas o que ninguém quer mesmo é ficar de fora do Natal!
Queremos estar com nossas famílias, com os nossos amigos para celebrarmos este dia de muita alegria para todos!

Neste Advento seria bom que meditássemos sobre o grande projeto do Criador para a nossa vinda aqui, neste planeta: será que estamos conseguindo cumprir a missão que viemos realizar? Qual é a nossa capacidade de mergulhar no infinito do Altíssimo e conseguir captar a sua mensagem especial para este Natal?!

Grande  abraço p todos!







MÚSICAS PARA O ADVENTO QUE SE INICIA NESTE DIA - 03/12/2027






FONTE
https://www.youtube.com/embed/uceRAnHpSDI"

COMO SERIA O NASCIMENTO DE JESUS NA ERA DIGITAL?



FONTE:
www.youtube.com/embed/vBjwBI5pSGo

10 de set de 2017

LEITURA ORANTE: CITAÇÃO BÍBLICA: EVANGELHO DE JOÃO 21, 1-25

           JESUS APARECE AOS DISCÍPULOS NA MARGEM DO MAR DE TIBERÍADES
3ª APARIÇÃO APÓS A SUA RESSURREIÇÃO

PREPARAÇÃO:
Neste epílogo do evangelho de João, Jesus aparece aos apóstolos que voltavam de uma pescaria, dando-lhes vários sinais e delega a Pedro o seu ministério.
Invocação ao Divino Espírito Santo:
Divino Espírito Santo, antes de iniciar esta Leitura Orante, eu Vos peço a graça do bom entendimento e a Luz para que possa perceber a Vossa presença nesta leitura orante e ao final receber os frutos da bem aventurança.

REFRÃO PARA SER ORADO ENTRE OS PASSOS:
“Dê-me, Senhor,
agudeza para entender,
capacidade para reter,
método e faculdade para aprender,
sutileza para interpretar,
graça e abundância para falar.
Dê-me, Senhor,
acerto ao começar,
direção ao progredir
e perfeição ao concluir.”

(São Tomás de Aquino)

1º PASSO – LEITURA: O que o texto diz?
O texto diz que Jesus apareceu aos discípulos na margem do mar de Tiberíades.  Estavam juntos Simão Pedro, Tomé chamado Gêmeo, Natanael de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu e outros dois discípulos de Jesus. Simão Pedro disse: «Eu vou pescar.» Eles disseram: «Nós também vamos.» Saíram e entraram na barca. Mas naquela noite não pescaram nada.
 Quando amanheceu, Jesus estava na margem. Mas os discípulos não sabiam que era Jesus.  Então Jesus disse: «Rapazes, vocês têm alguma coisa para comer?» Eles responderam: «Não.»  Então Jesus falou: «Joguem a rede do lado direito da barca, e vocês acharão peixe.» Eles jogaram a rede e não conseguiam puxá-la para fora, de tanto peixe que pegaram.  Então o discípulo que Jesus amava disse a Pedro: «É o Senhor.» Simão Pedro, ouvindo dizer que era o Senhor, vestiu a roupa, pois estava nu, e pulou dentro d’água.
 Os outros discípulos foram na barca, que estava a uns cem metros da margem. Eles arrastavam a rede com os peixes. Logo que pisaram em terra firme, viram um peixe na brasa e pão. Jesus disse: «Tragam alguns peixes que vocês acabaram de pescar.» Então Simão Pedro subiu na barca e arrastou a rede para a praia. Estava cheia de cento e cinqüenta e três peixes grandes. Apesar de tantos peixes, a rede não arrebentou.
 Jesus disse para eles: «Vamos, comam.» Nenhum dos discípulos se atrevia a perguntar quem era ele, pois sabiam que era o Senhor.  Jesus se aproximou, tomou o pão e distribuiu para eles. Fez a mesma coisa com o peixe.
 Essa foi a terceira vez que Jesus, ressuscitado dos mortos, apareceu aos discípulos.
 Depois de comerem, Jesus perguntou a Simão Pedro: «Simão, filho de João, você me ama mais do que estes outros?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo.» Jesus disse: «Cuide dos meus cordeiros.»  Jesus perguntou de novo a Pedro: «Simão, filho de João, você me ama?» Pedro respondeu: «Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo.» Jesus disse: «Tome conta das minhas ovelhas.»  Pela terceira vez Jesus perguntou a Pedro: «Simão, filho de João, você me ama?» Então Pedro ficou triste, porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava. Disse a Jesus: «Senhor, tu conheces tudo, e sabes que eu te amo.» Jesus disse: «Cuide das minhas ovelhas. Eu garanto a você: quando você era mais moço, você colocava o cinto e ia para onde queria. Quando você ficar mais velho, estenderá as suas mãos, e outro colocará o cinto em você e o levará para onde você não quer ir.» Jesus falou isso aludindo ao tipo de morte com que Pedro iria glorificar a Deus. E Jesus acrescentou: «Siga-me.»
Pedro virou-se e viu atrás de si aquele outro discípulo que Jesus amava, o mesmo que estivera bem perto de Jesus durante a ceia e que havia perguntado: «Senhor, quem é que vai traí-lo?»  Quando Pedro viu aquele discípulo, perguntou a Jesus: «Senhor, o que vai acontecer a ele?»  Jesus respondeu: «Se eu quero que ele viva até que eu venha, o que é que você tem com isso? Quanto a você, siga-me.»
 Então correu a notícia entre os irmãos de que aquele discípulo não iria morrer. Porém Jesus não disse que ele não ia morrer, mas disse: «Se eu quero que ele viva até que eu venha, o que é que você tem com isso?»
 O evangelho diz que aquele era  discípulo que deu testemunho dessas coisas e que as escreveu. E que nós sabemos que o seu testemunho é verdadeiro. Diz que Jesus fez ainda muitas outras coisas que se fossem escritas uma por uma,  não caberiam no mundo os livros que seriam escritos.

2º PASSO – O que o texto diz para mim, hoje?
Neste evangelho há várias mensagens que gostaria de meditar e as meditei, porém como é um texto bem extenso, vou meditar sobre o momento que os discípulos estavam assentados, alimentando-se dos peixes e do pão que o Senhor preparou para eles. Aqui, eles já haviam reconhecido Jesus  e fico imaginando como estavam surpreendidos com a sua presença, o amor que os tratava, até preparou uma refeição para eles. Fico imaginando Pedro... estava quebrantado por tudo o que acontecera naqueles dias. Não estivera presente no martírio e morte de Jesus...onde será que estivera? Com certeza, sofrendo muito, muito, arrependido por ter negado seu amigo!
Agora Jesus estava ali, com muito carinho, preparando uma refeição para eles, pois estiveram sem comer a noite toda. Misericórdia e amor ágape, incondicional: penso que Pedro estivesse assim, meditando tristonho,  por ter feito aquela negação e Jesus lhe pergunta ao mesmo tempo: - Pedro tu me amas mais que estes outros?  Ele respondendo Sim Senhor, Tu sabes que eu te amo! E Jesus respondendo: Apascenta minhas ovelhas! Jesus escolhe Pedro, entre todos  seus discípulos, justamente ele...numa demonstração de confiança Jesus lhe delega o seu ministério. Assim, três vezes Jesus lhe dá a oportunidade de lhe dizer o quanto o amava. E cada vez, Jesus ia restaurando Pedro, o seu filho amado, que passava por aquele sofrimento mortal por ter negado três vezes seu mestre querido! Senhor, quantas vezes será que  eu também o tenha negado ao negar a algum de seus filhos, amor e compreensão, perdão e bene volência? Faça-me Senhor testemunhar o seu amor e misericórdia neste mundo tão carente de amor fraterno.

3º PASSO – CONTEMPLAÇÃO – O QUE ESTA PALAVRA ME LEVA A EXPERIMENTAR?
O infinito amor e misericórdia de Deus e sua compaixão mediante o  sofrimento humano. O mesmo Jesus que havia chamado Pedro para ser pescador de homens agora o está escolhendo para cuidar de suas ovelhas.
Esta Palavra me leva a crer que Jesus não desiste de seus filhos. Mesmo depois de cair, Jesus nos levanta, nos capacita para exercer o ministério que Ele está a criar para cada um de nós. Para cada um, o Senhor tem uma missão especial. Ele não olha as nossas  aparências, ele deseja que estejamos em suas fileiras, evangelizando e trazendo operários para a sua messe.
Neste momento, Jesus está restaurando a minha vida  e convidando-me para segui-lo como fez a Pedro e o faz a cada um de seus filhos.

4º PASSO – ORAÇÃO: O que a Palavra me leva a falar com Deus?
Senhor, como é grande a sua misericórdia e seu amor por mim!.
Estás sempre disposto a nos resgatar e nos restaurar, tornando nossa vida espiritualmente plena.
Somente Tu és capaz de realizar o milagre da restauração e santificação em minha vida e na vida de meus familiares.
Divino Pai Eterno, obrigada por acompanhar-me nesta leitura orante esclarecendo todas as dúvidas que eu tinha a respeito desta Palavra.

5º PASSO: AÇÃO: O QUE A PALAVRA ME LEVA A VIVER?
Esta Palavra me leva a viver a misericórdia e compaixão de Jesus por seus filhos.
Esta Palavra me dá a certeza de que para seguir Jesus, terei que “tirar as sandálias” e segui-lo com os pés descalços”, transparente e com a humildade de Pedro, depois de sua negação. Leva-me a ter certeza que toda a arrogância e intransigência não faz sentido para aquele que pretende ser testemunha da fé cristã.
Ao terminar esta leitura orante, faço a oração que Jesus nos ensinou:
Pai nosso que estais no céu! Santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade assim na terra como no céu!
O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, não nos deixeis cair em tentação, mais livrai-nos do mal. Amém!

Márcia MSA




  




















5 de set de 2017

LEITURA ORANTE DA PALAVRA - Citação bíblica - Filipenses 1, 3-11




Preparação  
Paulo e Timóteo enviam esta carta a todos os cristãos que moram na cidade de filipos, junto com seus dirigentes e diáconos.
O texto desta leitura orante é da Carta de São Paulo aos Filipenses, capítulo 1, versículos de 1 a 11.

Invocação
Antes de iniciar a leitura do texto, farei uma invocação ao Divino Espírito Santo:
Que Ele me  ilumine e me conceda as graças para o discernimento e compreensão desta  palavra e que eu alcance os frutos de justiça e da vida eterna. Amém.

Refrão (para ser cantado entre os passos, se for fazer esta leitura orante em grupo):
Da música “Tudo Posso” – Pe. Fábio de Melo e Celina Borges
Tudo posso,
Naquele que me fortalece
Nada nem ninguém no mundo
Vai me fazer desistir
Vou perseguir tudo aquilo
Que Deus escolheu pra mim!

1º passo – Leitura:  O  que o texto diz?
Neste texto, Paulo faz um agradecimento e um pedido a Deus.
Agradece a Deus todas as vezes que se lembra deles. E sempre em suas orações, reza por todos com alegria,  porque eles cooperaram no anúncio do evangelho. Desde o primeiro dia até aquele dia. Tem certeza de que Deus, que começou neles esse bom trabalho, vai continua-lo até que seja concluído no dia de Jesus Cristo.  Considera justo que pense assim de todos porque eles estão em seu coração, participam com ele da graça que recebeu, seja nas prisões, seja na defesa e confirmação do Evangelho. E diz que Deus é testemunha de que ele quer bem a todos eles, com a ternura de Jesus Cristo. Faz o seu pedido: que o amor deles cresça cada vez mais em perspicácia e sensibilidade em todas as coisas. Desse modo, poderão distinguir o que é melhor, e assim chegar íntegros e inocentes ao dia de Cristo. Estarão repletos então dos frutos de justiça obtidos por meio de Jesus Cristo, para a glória e louvor de Deus.

O versículo que mais chamou minha atenção foi o 6º:
“Tenho certeza de que Deus, que começou em vocês este bom trabalho, vai continua-lo até que seja concluído no dia de Jesus Cristo”.

2º passo - Meditação : O que o texto diz para mim hoje?
Este texto é muito rico e fica até difícil escolher um único versículo do que mais chamou a minha atenção. Entretanto, vou começar por este 6º versículo pois à primeira vista, salta dos meus olhos a compreensão de que Deus fala para mim, que foi Ele, primeiro,  que suscitou em mim  desejo de evangelizar e vir buscar este estudo bíblico. Já o fazia na internet, procurando ler os estudos bíblicos evangélicos, e aqui estou, rendendo graças a Ele, a todo momento. Aliás, este é um dos temas da carta de São Paulo aos Filipenses – agradecimento, ação de graças a Deus! Nisto Paulo demonstra seu afeto por aquela comunidade, mas pede também a eles que cresçam no amor, pois vivendo no amor a comunidade será sempre capaz de distinguir o que mais favorece a prática da justiça.
O que mais Deus quer me comunicar através desta Palavra?
Para mim, Deus diz especialmente: “...que o amor de vocês cresça cada vez mais em perspicácia e sensibilidade em todas as coisas”, na família e em comunidade.

3º passo – Contemplação : O que a Palavra me leva a experimentar?
 Paz, alegria, contentamento por estar aqui, a serviço da Palavra que nos salva e redime. Um sentimento pleno de dever cumprido, de estar cumprindo uma missão que há muito Deus havia me suscitado o desejo de anunciar, mas faltava-me formação cristã e o meu “sim”. Agora, com este estudo, vejo que isto é possível, graças a Deus!

4º passo – Oração: O que a Palavra me leva a falar com Deus?
Senhor,
Vós que suscitastes em mim o desejo de Vos servir, através de minha vida, de meus trabalhos, dos dons que me deste, eu Vos agradeço antes de mais nada por esta grande graça, de poder Vós servir e levar a Vossa Palavra humildemente através do meu blog,”aos confins da terra”.Eu vos peço que continue o trabalho que iniciastes em mim, até o dia da Glória de  Jesus Cristo! Que cresçamos no amor fraterno e em comunidade. Que a justiça  e o amor seja a nossa prática entre nossos irmãos. Amém!

5º passo – Ação: O que a Palavra me leva a viver?
A Palavra me sugere a seguir o chamado de Deus, dedicando-me com afinco ao seu estudo para que possa comunica-la com graça e fé na família e àqueles  que me forem possível evangelizar.
Acima de tudo, sempre ter em meu coração o agradecimento a Deus pelas graças concedidas, o amor fraterno e a prática da justiça.
Finalizando,
Agradeço a Deus pela graça de sua presença nesta leitura Orante e que seja cumprida a sua vontade:
A Vós Senhor, que começastes este bom trabalho e estudo que estou realizando, quero orar agora:

Pai nosso,
Que estais no céu, santificado seja o vosso nome, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu!
O pão nosso de cada dia nos dai hoje, perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Porque Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre! Amém!


FONTE

CURSO BÍBLIA EM COMUNIDADE
VISÃO GLOBAL DA BÍBLIA - 1º/09/2017
Márcia MSA                                                       













































MENSAGEM DE NOSSA SENHORA DE PIEDADE - PIEDADE DOS GERAIS - MG - 19/AGOSTO/2017


Queridos filhos!
Peçamos a Luz do Divino Espírito Santo. Que a Luz do Divino Espírito Santo possa descer sobre nós. O mundo – toda a humanidade – precisa de luz neste momento.
Eu sempre lhes mostro a importância da presença do Divino Espírito Santo em cada um de nós. O Brasil, o povo do Brasil, o povo brasileiro, e o mundo precisam urgentemente dessa Luz do Divino Espírito Santo.
O mundo está nas trevas. O homem costuma associar a palavra “trevas” com “escuridão”, como se fosse noite. Mas, as trevas nas quais a humanidade se encontra é pior do que a escuridão da noite. É a escuridão da alma! É falta de ver Deus. Se você visse Deus, teria temor a Deus, respeitaria a Deus, seria obediente a Deus, se aconselharia em Deus.
O homem não vive, não vê, não enxerga Deus em sua vida. Vive um grande vazio. Vive um doloroso sofrimento interno. E, nós estamos a caminho de um tempo maior que é o tempo da justiça divina. Não estou me referindo à justiça humana, estou falando pra vocês da justiça de Deus sobre a face da Terra. O homem, então, vai precisar muito da luz.
Estou falando aqui para filhos humanos, pecadores – que erram – mas que têm a graça de corrigir seus erros porque estão escutando a Palavra de Deus. Quando você escuta a Palavra de Deus, você tem a felicidade de saber o que é bom e o que não é bom. O que é bom para a sua alma. Você sabe o que é bom para você. Não permaneça em uma vida de erros, em uma vida de pecados, em uma vida de mentiras – mude! Seja autêntico! A primeira coisa para você curar qualquer vício em sua vida é assumindo que precisa de cura. Enquanto se mantém como um herói como se não tivesse fragilidades – mesmo consciente delas – você não consegue corrigir a sua fragilidade.
As pessoas estão cheias de fragilidades. É o momento da doença na alma. É o fruto podre. É o fruto que se apodreceu. Se colocá-lo no meio de outros frutos bons, esses frutos serão contaminados. O mundo vive essa contaminação. Vive a contaminação que se chama pecado. São muitos pecados e a humanidade inteira está contaminada. Porque deixou de ser luz. Deixou de viver a luz do Espírito Santo. Deixou de respirar esta brisa mansa – olhem a brisa chegando até nós – Jesus! O mundo se esqueceu de Jesus, se esqueceu de que Jesus vive em cada um de nós. Faça a experiência hoje. Diga: “Jesus vive em mim!”. Por que estou aqui? Porque Jesus vive em mim. Por que caminho nesta caminhada de evangelização? Por que Jesus vive em mim. Jesus vive em mim!
Você precisa sentir esse perfume: Jesus a brisa mansa em sua vida. O mundo está cheio de uma terrível contaminação. Por isso, é que a humanidade está vivendo os finais dos tempos. Não é o fim do mundo.
Vocês verão horrores, horrores!

30 de ago de 2017

É IMPRESCINDÍVEL EVANGELIZAR - LENO CARMO



Leno Carmo

É imprescindível evangelizar. Como nos exorta São Paulo: “Ai de mim se não evangelizar”...em todos os momentos, em todos os espaços, junto às pessoas com as quais convivemos e usando todos os meios disponíveis.
Tem internet à disposição? Propague o amor de Deus via web.
Neste mês dedicado ao estudo da Bíblia, quero salientar um compromisso que assumi: de, todos os dias, plantar com serenidade, mas com convicção, um trecho que seja, algumas palavras, um pequeno texto, uma simples reflexão, não sei ao certo, algo significativo das Sagradas Escrituras junto aos com quem convivo diariamente; quer em casa ou no trabalho, na igreja ou na comunidade, nos ambientes mais diversos em que atuo, nos papéis diferenciados como marido, pai, professor, aluno, comunicador, colega de trabalho. Quero salientar esta condição e convidar os de casa e mesmo os conhecidos para isto também.

Em tempos de exposição de tantos rostos sorrindo, alguns até de alegria duvidosa, de políticos em busca de votos; penso que, como católicos, precisamos abrir o melhor e maior espaço para aquele cuja eleição já está ganha em primeiríssimo turno em nossos corações: Jesus é o nosso eleito perene e sem chance para qualquer outro. Ao invés de tantos de nós, expressarmos, até com certa intolerância aos que pensam diferente, a opção por este ou aquele candidato ou partido, penso que o nosso “partido” é, ao contrário, a nossa “unidade”: nossa Igreja, mãe e mestra, e isto precisamos anunciar. Sei que, como eu, tem muita gente com algumas décadas de vida no currículo, e muito tempo perdido em coisas de pouco ou nenhum valor, quando ao que tem verdadeira importância, temos dedicado pouco tempo: a família, a vida na comunidade, o estudo frequente da Palavra de Deus e do Magistério da Igreja, nem sei se, no meu caso, ainda há muito tempo, o que sei, no entanto, é que tenho de fazer isto já, e assim, convido você, caro leitor/leitora deste espaço a fazer o mesmo.

25 de ago de 2017

LITURGIA DOMINICAL - ANO A - 27/08/2017 - DEHONIANOS INSPIRANDO A LEITURA ORANTE DA PALAVRA - MATEUS 16,13-20

1ª Leitura: Is 22,19-23
Sl 137
2ª Leitura: Rm 11,33-36

Leitura Orante da Palavra
Citação Bíblica: Evangelho: Mt 16,13-20

Preparação:

 
O texto que vamos orar é do evangelho de Mateus 16, 13-20 e narra a profissão de fé e primado de Pedro, a confissão da messiandade de Jesus, relatada por Mc e Lc e Mt acrescenta a da filiação divina (Bíblia de Jerusalém , notas de rodapé pág.1733)


Invocação:


Façamos uma oração ao Divino Espírito Santo para que nos ilumine e nos dê a graça de compreender a Palavra do Senhor.

“Vinde Espírito Santo! Enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso amor! Enviai o vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. Deus, que instruístes os corações dos Vossos fiéis com a Luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação , por Cristo Senhor nosso, Amém”!

1º Passo: Leitura (Verdade)
O que o texto nos diz? 

Ouçam no vídeo o Evangelho Encenado de Mateus 16,13-19


Vamos recordar o que o texto nos diz? O que mais tocou seu coração, que mais chamou a sua atenção? Vamos ler o texto mais uma vez?

Refrão: 
(Vide ao final desta postagem, Recurso audio visual (vídeo do you tube) com música para você escolher um refrão para colocar entre os passos da leitura orante.)

REFRÃO ESCOLHIDO POR MIM:

Eis-me aqui, Senhor,
Eis-me aqui, Senhor
Pra viver sua vontade,
Pra fazer sua vontade,
Eis-me aqui, Senhor!

2º passo : Meditação - O que o texto diz para mim?

Recordar o que foi lido.
Entendi o texto?
Qual a frase ou palavra que me chamou mais atenção?
Observar os personagens, o tempo, o lugar os grupos e os acontecimentos.
Coloque-se no lugar dos personagens,  se você estivesse ali, como se sentiria ao ver Jesus falando com Simão, mudando o seu nome para Pedro e  dando a ele a responsabilidade  pela sua igreja  e dando-lhe o "poder das chaves" do céu...

Tema do Evangelho de hoje:


"No centro da reflexão que a liturgia do 21º Domingo do Tempo Comum nos propõe, estão dois temas à volta dos quais se constrói e se estrutura toda a existência cristã: Cristo e a Igreja.

. O Evangelho convida os discípulos a aderirem a Jesus e a acolherem-no como “o Messias, o Filho de Deus”. Dessa adesão, nasce a Igreja – a comunidade dos discípulos de Jesus, convocada e organizada à volta de Pedro. A missão da Igreja é dar testemunho da proposta de salvação que Jesus veio trazer. À Igreja e a Pedro é confiado o poder das chaves – isto é, de interpretar as palavras de Jesus, de adaptar os ensinamentos de Jesus aos desafios do mundo e de acolher na comunidade todos aqueles que aderem à proposta de salvação que Jesus oferece.

. A primeira leitura mostra como se deve concretizar o poder “das chaves”. Aquele que detém “as chaves” não pode usar a sua autoridade para concretizar interesses pessoais e para impedir aos seus irmãos o acesso aos bens eternos; mas deve exercer o seu serviço como um pai que procura o bem dos seus filhos, com solicitude, com amor e com justiça.

. A segunda leitura é um convite a contemplar a riqueza, a sabedoria e a ciência de Deus que, de forma misteriosa e às vezes desconcertante, realiza os seus projetos de salvação do homem. Ao homem resta entregar-se confiadamente nas mãos de Deus e deixar que o seu espanto, reconhecimento e adoração se transformem num hino de amor e de louvor ao Deus salvador e libertador."
(Dehonianos - Província Portuguesa dos Sacerdotes do Coração de Jesus- Pt)

A reflexão pode partir das seguintes questões:


O texto convida-nos a uma reflexão sobre a lógica e o sentido do poder… Sugere que o poder é um serviço à comunidade. Quem exerce o poder, deverá fazê-lo com a solicitude, o cuidado, a bondade, a compreensão, a tolerância, a misericórdia, e também com a firmeza com que um pai conduz e orienta os seus filhos. Nessa perspectiva, o serviço da autoridade não é uma questão de poder, mas é uma questão de amor. Será impensável considerar que alguém pode desempenhar com êxito cargos de responsabilidade, se não for guiado pelo amor. É esta mesma lógica que os cristãos devem exigir, seja no exercício do poder civil, seja no exercício do poder no âmbito da comunidade cristã".

O exercício do poder, quer para Shebna, quer para Elyaqîm, aparece associado à corrupção, à venalidade, ao aproveitamento do serviço da autoridade para a concretização de finalidades egoístas, interesseiras, pessoais. A Palavra de Deus que nos é proposta vai em sentido contrário: o exercício do poder só faz sentido enquanto está ao serviço do bem comunitário… O exercício de um cargo público supõe, precisamente, a secundarização dos interesses próprios em benefício do bem comum.

Refrão :
 Eis-me aqui, Senhor,
Eis-me aqui, Senhor
Pra viver sua vontade,
Pra fazer sua vontade,
Eis-me aqui, Senhor!

3º passo - Contemplação - O que a Palavra  me faz experimentar?

Que mudanças surgiram em mim a partir desta Palavra? Que desafios descobri para me tornar melhor discípulo/a de Jesus? A que sentimentos ou emoções fui movido durante a leitura do texto ou durante a encenação do evangelho de Mt 16, 13-20?

Refrão:

Eis-me aqui, Senhor,
Eis-me aqui, Senhor
Pra viver sua vontade,
Pra fazer sua vontade,
Eis-me aqui, Senhor!

                 
4º passo - Oração - O que a Palavra me leva a falar com Deus?

O que eu responderia a Jesus, no momento que Ele quis saber - E vós, quem pensas que sou?
Quem é Jesus para mim? Creio que Ele está presente em cada um de seus filhos, em qualquer  aparência que se nos apresentam, independente de situação econômica ou social,  raça, cor ou credo? Eu seria capaz de assumir uma grande responsabilidade delegada por Jesus?
Que oração eu elevaria a Deus neste momento, mediante à reflexão e contemplação desta passagem do evangelho? Uma prece de louvor ou um pedido de misericórdia? Formular uma prece para suplicar a Deus um pedido de perdão, agradecimento ou ação de graças.

Podemos rezar o Salmo 137, da liturgia deste dia e ouvir esta música no You Tube, meditando sobre seu tema, baseada neste salmo.
                       

O grande cativeiro da Babilônia levou o povo judeu à lamentação pela  perda dos direitos
 primordiais do ser humano, perdendo a paz, a alegria de viver, como viviam
 em Sião. Tudo isto reflexo do mal exercício do poder,  que não estava
  a serviço do bem comunitário e da sociedade.

Refrão:

Eis-me aqui, Senhor,
Eis-me aqui, Senhor
Pra viver sua vontade,
Pra fazer sua vontade,
Eis-me aqui, Senhor!

5º passo - Ação -  O que a Palavra me sugere a viver no dia de hoje?

Fazer um momento de  silêncio interior, confrontando a sua vida à luz da Palavra (  propósitos de ação pessoal)

*****************************************************************

Enfim,

O resumo a seguir irá orientá-lo/la nos passos de sua Leitura Orante pessoal:

Busca atenta:

Invocar -  Invocar o Espírito Santo 
Ler -          Leitura lenta e atenta do texto
Meditar -   Perscrutar cada frase examinando os textos paralelos
Conhecer - Conhecer a tradição cristã ajuda a interpretar a Palavra
Iluminar  - Iluminar e confrontar a vida à luz da Palavra

Resposta sincera:

Rezar    -             Rezar o texto ou um salmo adequado
Contemplar   -   Fixar o olhar do coração em Deus e reconhecê-lo na história
Partilhar -           Partilhar a Palavra meditada
Recordar -           Escolher uma frase para recordar e viver
Agir -                    Fazer escolhas em conformidade com a Palavra



Fonte: 

SECONDIN, BRUNO - Lectio Divina em comunidade e na paróquia- 2ª ed. São Paulo: Paulinas, 2010 - (Coleção Viver a Palavra)

Bíblia Sagrada - Edição Pastoral - 1991

Folheto: Leitura Orante da Palavra de Deus - Paulinas - Pe. Antonio Elcio de Souza


23 de ago de 2017

LITURGIA DIÁRIA - 22/08/2017 - MATEUS 13,44-46 - ANO A - PALAVRA DE VIDA ETERNA

Parábola do tesouro escondido no campo
Meditação do Evangelho de Mt 13, 44-46


Arcebispo D. Alberto Taveira Corréa   - Basílica Nossa Senhora de Nazaré 
 Belém do Pará

Leia mais meditações deste evangelho:

http://nazare10.com.br/homilia-23-ago-2017-qua-18h-pe-jose-ramos-superior-provincial-dos-crsp/

FUNDAÇÃO NAZARÉ DE COMUNICAÇÃO
https://www.youtube.com/watch?v=JpTKDQlLpSQ

ALIANÇA DE MISERICORDIA
 www.misericordia.com.br

EVANGELIZAR PARA TRANSFORMAR https://www.youtube.com/channel/UCKLxEDmau3nxZsy5G-L8SdQ

21 de ago de 2017

VINDE A MIM VÓS TODOS QUE ESTAIS CANSADOS E OPRIMIDOS E EU VOS ALIVIAREI - MATEUS 11, 28-30



LEITURA ORANTE DA PALAVRA - CITAÇÃO BÍBLICA JO 2, 1-12 - AS BODAS DE CANÁ



Preparação

O texto bíblico que escolhi para fazer a leitura orante, é o Evangelho de João, capítulo 2, versículo 1 até o versículo 12.
O primeiro Sinal – Jesus muda a água em vinho. Vida nova para os homens

Espírito Santo, ilumine esta leitura orante, a minha mente e o meu coração, para que eu possa compreender bem a Palavra de Deus e o que Ele deseja me falar.

Primeiro passo: Leitura: O que o texto diz?
O texto diz que houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia; a mãe de Jesus estava ali  e Jesus também tinha sido convidado para esta festa de casamento junto com os seus discípulos.
Faltou vinho e a mãe de Jesus lhe disse que eles não tinham mais vinho. Jesus perguntou-lhe que havia entre eles e disse que a sua hora ainda não havia chegado. Ela disse aos que estavam servindo, “façam o que Ele mandar”. Havia lá seis potes de pedra de uns cem litros cada um, que serviam para os ritos de purificação dos judeus. Jesus disse aos que serviam que enchessem os potes até a boca. Depois ele disse para    tirarem e levarem ao mestre-sala. Então eles levaram. Este  provou a água transformada em vinho sem saber de onde vinha. Os que serviam estavam sabendo, pois foram eles que tiraram a água. Então o mestre sala chamou o noivo e disse que todos servem primeiro o vinho bom e quando os convidados estão bêbados, servem o pior. Ele porém havia guardado o vinho bom até aquela hora.
Foi assim em Caná da Galiléia que Jesus começou seus sinais. Ele manifestou a sua glória  e seus discípulos acreditaram nele. Depois disso Jesus desceu para cafarnaum com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos. E lá ficaram apenas alguns dias.
Refrão:  Hoje eu canto alegre o mesmo canto seu
               “O Senhor fez em mim maravilhas” (3x), Santo é o Senhor!
Segundo passo: Meditação:  O que este texto diz para mim?
Neste texto o que mais chamou a minha atenção foi a atuação da mãe de Jesus naquela festa de casamento – intercessora, solidária, fraterna e decidida; a resposta de Jesus pareceu-me questionadora, parecendo que Maria havia se adiantado em alguma coisa. Mas para Maria, aquele era o momento certo para uma intervenção de Jesus e disse : “Façam o que Ele mandar”. Jesus disse : “a minha  hora não chegou...” Sim, porque  a sua hora chegaria com a sua morte e ressurreição, mas mesmo assim, atendeu ao pedido de sua mãe e transformou a água em vinho que traria alegria à festa: Ele transformou a água num bom vinho! Fico imaginando o olhar surpreso dos convidados da festa, dos discípulos, de todos os presentes! Mais tarde, na hora certa, na Santa Ceia,  o vinho seria transformado em seu próprio sangue, e seria Alimento de Vida Nova para todos!
O vinho era considerado uma benção de Deus, a sua aliança com os homens; faltar vinho numa festa de casamento, era muito constrangedor!
 Maria tratou de resgatar para os noivos a dignidade da festa, assim como resgata para nós a dignidade da vida, através de seu Filho, o Cordeiro de Deus!
O que o texto diz para mim, é  que sempre poderei contar  com a graça do  Pai, com a intercessão da Mãe Maria  em todos momentos da vida!
Refrão:  Hoje eu canto alegre o mesmo canto seu
               “O Senhor fez em mim maravilhas” (3x), Santo é o Senhor!
3º passo: Contemplação: O que a Palavra me leva a experimentar?
A Palavra me leva experimentar uma grande alegria, como aquelas pessoas que estavam ali naquela festa de casamento. Eles tiveram a graça de presenciar um grande sinal do Senhor – a sua glória,  e testemunhar esta ação . Fico pensando a surpresa daqueles que trouxeram a água ao vê-la transformada em vinho e na Mãe de Jesus, silenciosa, prestando atenção em tudo! Eles puderam presenciar uma ação  acolhedora e solidária,  daquela que seria também futuramente,  nomeada como nossa Mãe, por Jesus!
Refrão: :  Hoje eu canto alegre o mesmo canto seu
               “O Senhor fez em mim maravilhas” (3x), Santo é o Senhor
4º passo: Oração – O que a Palavra me leva a falar com Deus?
Senhor Deus, Obrigada pela presença de Tua mãe Santíssima em minha vida! Obrigada por sua intercessão, acolhimento  e solidariedade na vida de meus familiares e amigos.
Transforma Senhor, minha vida, para que eu possa levar a Tua Palavra nos meios de comunicação e onde quer que eu esteja, que eu possa  levar o Teu amor a todos que se sintam necessitados, perdidos  e ainda não reconhecem a Tua Divindade!
Refrão: :  Hoje eu canto alegre o mesmo canto seu
               “O Senhor fez em mim maravilhas” (3x), Santo é o Senhor
Música:– Maria nas Bodas de Caná – Agnus Dei
 5º passo: O que a Palavra me leva a viver?
Assim como Maria, acolhedora , solidária e fraterna, eu me coloco a caminho para que possa servir ao Senhor e que eu “ faça tudo o que Ele me disser”.
Refrão:  Hoje eu canto alegre o mesmo canto seu
               “O Senhor fez em mim maravilhas” (3x), Santo é o Senhor!
Música:
Maria nas Bodas de Caná ( Agnus Dei)
“Quando faltou vinho naquela festa,
Maria tu percebeste, em todos havia aflição.
Olhaste para Teu Filho e pediste a ele

E Jesus atendeu, a graça aconteceu!

Resultado de imagem para BODAS DE CANA

FONTE

CURSO EAD VISÃO GLOBAL DA BÍBLIA
IRMÃS PAULINAS - 
05/08/2017 - Márcia MSA











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!