FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR

quinta-feira

SAUDADES DE GUARAPARI - PRAIA DO MORRO - ESPÍRITO SANTO - BRASIL

          
            TECLADO CASSIO P PX 150 - SEQ 31 A 45
                                              
PRAIA DO MORRO
                                            
                                            Imagens após a revitalização - 2014
                                            

          

         

         

         

         

         

         

         


        

Praia do Morro
Que te amo tanto
velem tuas encostas
os sonhos teus
na espuma que embalas
arpejos murmurantes,
proteje com carinho
os dias meus!

De longe,
surge tênua
a brisa refrescante,
de Nova Guarapari
suave mirante!

Lua, 
Eis que surges
detrás dos montes,
e no céu vagueias
Como a rainha
da nascente aurora!
Ilumina,
até ao "Porto do sol"
o caminheiro errante,
transforma em alegria
seu triste semblante!

Guarapari...
sua ponte singular,
Contemplo  do oceano!
Com tristeza
já despede o coração,
cheio de saudades!

Em tuas ondas
busco num mergulho
a eterna sinfonia:
PAZ...
 SAÚDE...
    HARMONIA!

Márcia MSA
1993


VEJAM OUTRAS IMAGENS APÓS A REVITALIZAÇÃO DA PRAIA DO MORRO:

                                  









FONTE

IMAGENS SELECIONADAS NO GOOGLE - IMAGENS



terça-feira

HOMILIA DO PAPA FRANCISCO - MISSA DO DOMINGO DE PÁSCOA - 16/04/2017



HOMILIA DO PAPA FRANCISCO
Praça São Pedro
Domingo de Páscoa, 16 de abril de 2017

Hoje a Igreja repete, canta, clama: «Jesus ressuscitou!». Mas como? Pedro, João, as mulheres foram ao Sepulcro e viram-no vazio, Ele já não estava lá. Voltaram com o coração apertado pela tristeza, a tristeza de uma derrota: o Mestre, o seu Mestre, que amavam muito tinha sido executado, morreu. E da morte não se volta. Esta é a derrota, este é o caminho da derrota, a via para o sepulcro. Mas o Anjo disse-lhes: «Não está aqui, ressuscitou».
Foi o primeiro anúncio: «Ressuscitou». E depois a confusão, o coração apertado, as aparições. Mas os discípulos permanecem fechados o dia inteiro no Cenáculo, porque tinham medo que acontecesse a eles o mesmo que aconteceu a Jesus. E a Igreja não cessa de dizer às nossas derrotas, aos nossos corações fechados e temerosos: «Parem, o Senhor ressuscitou». Mas se o Senhor ressuscitou, como existem essas situações? Tantas desgraças, doenças, tráfico de pessoas, guerras, destruições, mutilações, vinganças, ódio? Mas onde está o Senhor?
Ontem telefonei a um jovem que sofre de uma doença grave, um rapaz culto, engenheiro, e falando, para dar um sinal de fé, disse-lhe: «Não há explicações para o que te acontece. Olha para Jesus na Cruz, Deus fez isto com o seu Filho, e não há outra explicação». E ele respondeu-me: «Sim, mas Ele perguntou ao Filho, o qual disse sim. A mim não perguntou se eu queria». Isto comove-nos, não pergunta a nenhum de nós: «Mas estás contente com o que acontece no mundo? Estás disposto a carregar esta cruz?». E a cruz vai em frente, e a fé em Jesus diminui. Hoje a Igreja continua a dizer: «Para, Jesus ressuscitou». Isto não é imaginação, a Ressurreição de Cristo não é uma festa com muitas flores. É bonito, mas não é só isto, é mais: é o mistério da pedra descartada que acaba por ser o fundamento da nossa existência. Cristo ressuscitou, eis o que significa.
Nesta cultura do descartável na qual o que não serve é usado e deitado fora, o que não serve é descartado, aquela pedra — Jesus — foi descartada e é fonte de vida. E também nós, pedrinhas pelo chão, nesta terra de dor, de tragédias, com a fé no Cristo Ressuscitado ganhamos um sentido no meio de tanta calamidade. O sentido de olhar para além, o sentido de dizer: «Olha não há muros mas horizontes, há vida, alegria, a cruz com esta ambivalência. Olha para a frente, não te feches. Tu pedrinha, tens um sentido na vida porque és uma pedrinha junto daquela pedra, a pedra que a malvadez do pecado descartou». Que nos diz a Igreja hoje diante de tantas tragédias? Isto, simplesmente. A pedra descartada não resulta deveras descartada. As pedrinhas que acreditam e se apegam àquela pedra não são descartadas, ganham um sentido e com este sentimento a Igreja repete do fundo do coração: «Cristo ressuscitou».
Pensemos um pouco, cada um pense, nos problemas diários, nas doenças que vivemos ou que um dos nossos parentes sofre; pensemos nas guerras, nas tragédias humanas e, simplesmente, com voz humilde, sem flores, sozinhos, diante de Deus, diante de nós, digamos: «Não sei como vai isto, mas estou certo de que Cristo ressuscitou e aposto nisto». Irmãos e irmãs, era o que desejava dizer-vos. Voltai para casa hoje, repetindo no coração: «Cristo ressuscitou».

FONTE


quarta-feira

BRASIL, OLHEMOS PARA O ALTO...FORÇA, RESPEITO, ORDEM E PROGRESSO - TEMPO DE GUERRA E PAZ!



O Brasil passa por um momento muito delicado: É difícil para o povo a situação que se encontra uma grande fração da população.  Não é fácil para os homens de bem que governam o país, aqueles que estão assumindo a responsabilidade de devolver ao povo, principalmente o povo carioca, a segurança e o direito de ir e vir, de poder sair de casa e saber que não precisam temer em não voltar ao fim do dia e que possam voltar a acreditar em nossas instituições.

Para mim que sou mineira e vivo entre estas montanhas alterosas, tenho receio de algum dia voltar ao Rio de Janeiro, pois a mais de 30 anos, quando fui lá, uma única vez, tivemos os 4 pneus do carro furados logo ao chegar no hotel e nada conhecíamos da cidade. Nunca mais voltamos ao Rio de Janeiro! 
Assim, vendo na mídia toda esta onda de insegurança que vive a sua população, posso compreender porque a morte da vereadora, Marielle Franco,  tem causado tanta comoção por parte de uns e descaso por parte de outros. Sim, ela não foi a única, as estatísticas nos aterrorizam pelo crescimento da violência. Mas creio que o câncer social disto tudo,  está nos poderes que usam os meios de comunicação e as mídias sociais,  para expandir seus interesses próprios, na luta contra a esquerda, ou contra a direita. 
Seja qual for o motivo que levou à execução da vereadora Marielle, nada, mas nada justifica a sua morte brutal! Isto dela não ser a única vítima da guerra de poderes e violência, pois milhares de pessoas estão morrendo no Brasil pelas estatísticas e permanecem no anonimato e sem justiça, é apenas um lado da manipulação social e uma forma de calar as vozes que se levantam contra toda forma de violência, especialmente contra as mulheres. Mas quando se sabe que forças antagônicas estão jogando suas cartas escondidas na manga, então urge que o Ministério Público, o Exército e a Polícia Federal, tomem as medidas necessárias para que mais uma vez, possamos conhecer quem são os verdadeiros mandantes desta bárbara execução e a quem mais, interessou a sua realização. 
Pouco falam do motorista... é porque ele representa o povo sofrido não apenas do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil, que saiu para trabalhar para exercer seus direitos humanos e não mais voltou para casa: nisto se inclui crianças inocentes brincando nas portas de casa, jovens e idosos: todos vítimas da violência, seja ela qual for!
Já a vereadora, representa a classe política, que mesmo estando lutando a favor dos direitos humanos, estava ali à mercê da teia de poderes que manipulam a população brasileira! Em menos de uma semana, tornou-se uma bandeira  astiada a meio mastro, à espera de sua liberdade final e o descanso eterno!
Por isto, fico daqui para frente, na análise e tentativa de compreender este processo de desmitificação de mais uma crise entre tantas outras que ferem os direitos humanos e a democracia brasileira!
Por isto, postei este vídeo, para que não fiquemos presos somente neste momento que vivemos, mas possamos por um momento ver nesta Canção do Expedicionário da Segunda Guerra Mundial, a atitude de confiança e esperança dos combatentes na Itália, na  vitória final de seu ideal e na expectativa de poderem voltar para casa, quando tudo terminasse, o que  realmente aconteceu graças a estes heróis que tenho o orgulho de dizer -  sou filha de um deles: ARISTIDES MARTINS DOS SANTOS, que Deus o tenha descansando e rezando pela nossa pátria, que tanto se orgulhava e nós amamos!
Deus, salve o Brasil!

Meu pai, o primeiro expedicionário à sua esquerda: 
garboso e varonil!


GOSTARIA DE CANTAR ESTA LINDA CANÇÃO DO EXPEDICIONÁRIO BRASILEIRO? VEJA A MELHOR LEGENDA DO YOU TUBE



Márcia MSA
20/03/2018


FONTE 

VÍDEOS DO YOU TUBE




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores em - ALÔ VIDEOSFERA LINK IN

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!