FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA COM O PADRE RÓGER ARAÚJO - 2017 - ANO A - REPÓRTER CATÓLICO - VALDIVINO FILHO

LITURGIA DIÁRIA COM O PADRE RÓGER ARAÚJO - 2017   - ANO A - REPÓRTER CATÓLICO - VALDIVINO FILHO
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A LITURGIA

segunda-feira

Mensagem de Nossa Senhora no dia 10/04/2013

VALE DA IMACULADA CONCEIÇÃO 
Piedade dos Gerais-MG

No link do site "Aparições Nossa Senhora de Piedade", abaixo, no destaque desta postagem, encontra-se as o audio desta mensagem. Clique neste link e se você ainda não conhece o esquema das postagens de Nossa Senhora,  clique em seguida no audio player e somente se ele não apareceu ainda, clique na data da mensagem que deseja ouvir, para vê-lo.
 Tenha uma feliz reflexão com a porta voz de Nossa Senhora, Marilda Santana.

Dica: Não se esqueça de aumentar o som do audio - player ( ele pode estar no volume mínimo).

Créditos:

Webpage: Vale da Imaculada Conceição
http://www.valedaimaculadaconceicao.com.br/mensagens-2013/abril.html
Porta Voz de Nossa Senhora: Marilda Santana

Mensagem de Nossa Senhora em texto - 28/03/2013

VALE DA IMACULADA CONCEIÇÃO
Piedade dos Gerais-MG

Quinta-feira Santa
Queridos filhos!
É uma bênção, hoje, nesta Quinta-feira Santa, vivenciarmos a beleza de Jesus na Santa Eucaristia.
Hoje, é um dia de adoração a Jesus, e neste momento, cada um, no silêncio do seu coração, com muito amor, fé e respeito vai adorar Jesus. No silêncio vamos ofertar a Jesus os nossos corações. Ao ofertar o seu coração para Jesus, peça a Ele que cure o seu coração; que traga a cura completa e que te livre de todos os maus pensamentos. Quantas vezes o seu pensamento é tão malicioso! Entregue os olhos; quantas vezes que você só consegue enxergar a dor, a tristeza e o sofrimento. Entregue os seus ouvidos; quantas vezes você não sabe escutar aquilo que é bom, se envolvendo com sofrimento e julgamentos. Vamos consagrar a Deus também, a nossa língua, para que ela proclame a Misericórdia de Deus e se afaste de todas as palavras más e inconvenientes, de julgamentos e perseguições.
Quando Jesus lavou os pés dos seus discípulos e apóstolos, Ele mostrou que para lavar estes pés precisou da água, mas para lavar os corações Ele derramou Sangue. Temos a maior de todas as riquezas, que é a Eucaristia. É um privilégio saber que em cada momento da Eucaristia Jesus Cristo se faz presente. Em cada momento, filhos.
Isso é muito bonito! É uma constituição maravilhosa, porque vemos que a Igreja é viva. Ela não é o passado, ela não é o futuro, ela é o presente. Por que o presente? Porque, Jesus, deixou nas mãos de seus discípulos e apóstolos a graça desta linda transformação.
Às vezes, os homens que não tem catequese se surpreendem com a força que tem a Igreja Católica; mesmo diante das dificuldades, das fragilidades dos homens – porque eles são pecadores. Mas o homem sempre tem aquele pensamento: ‘Por que a Igreja tem o poder de unir?’ Porque a Igreja é Jesus, é Corpo vivo, e a unção do Espírito Santo é muito forte; a presença do amor do Pai é muito grande sobre a Igreja. Por isso, que neste Ano da Fé, vocês vivenciaram o sofrimento revestido pela alegria, mas por uma alegria que nos fez permanecer em oração.
Sabemos que o homem não está preparado para combater as armadilhas do demônio – que são muitas. O que o demônio quer? Ele quer que o homem se envolva cada vez mais com o pecado. Então, tudo parece permitido. O homem não sabe olhar as coisas e respeitar ao Pai Criador; a Misericórdia de Jesus, o Salvador; e a presença do Espírito Santo, Santificador. Mas, sabemos que o poder de Deus é maior do que a fraqueza dos homens.
Jesus, quando fez Aquela Ceia, chamou os discípulos, se colocou perto deles, pegou aquele pão – alimento do dia a dia –, aquele vinho que também fazia parte da Ceia, da unidade, da união; e Ele disse: “Eu sou o Pão Vivo que desceu dos Céus!” Que palavra linda: “Eu sou o Pão Vivo”; Ele transformou aquele Pão, Ele transformou aquele Vinho.
Hoje, nós celebramos esta transformação. E hoje, quando vocês participarem da Eucaristia – no momento da transformação – vocês vão lembrar que a Mãe, ensinou que é o momento da presença Viva de Jesus naquele instante. Por isso, é importante orar pela Igreja, pelos sacerdotes, pelos missionários; porque eles podem ter as suas fraquezas, mas eles têm uma fortaleza maior: as mãos abençoadas, para dar O Alimento ao homem sedento do pão e sedento do Sangue do Cordeiro de Deus. A necessidade que o mundo tem do Cordeiro de Deus é muito grande.
Estamos vivenciando um tempo de grandes mudanças, de grandes transformações, de muita esperança; porque a fé é a chama da esperança. Você pode estar com uma enfermidade, com uma dificuldade material, com um sofrimento espiritual, mas quando você tem fé significa que você tem confiança em Deus. Então, acenda uma chama! Este ano é o ano da chama.
Jesus disse que é o Ano da Justiça e que Ele não vai esperar mais. Quem quer ser de Deus vai ser de Deus, e quem quer, infelizmente, seguir o caminho largo que siga. Você tem liberdade de escolha, tem o catecismo para saber escolher. O Céu está mostrando: “Olha, o caminho largo, pode ter muitas coisas atraentes para os olhos, mas fazem você perder a alma. O caminho estreito pode ter muito sofrimento para a carne, – porque quando você segue a Deus você sofre muito –, mas te leva a salvar a sua alma!”. Então a escolha é sua. Deus não vai te obrigar, mas Ele vai te catequizar. É o Ano da Fé, é o Ano dos Jovens, é o Ano da Boa Vontade, é o ano da mudança, da transformação, de fazer como Jesus pediu: “Não peques mais!” Olhe adiante, olhe para Jesus, olhe para o Santíssimo Sacramento, olhe a presença dos anjos, a presença dos Santos, olha a proteção celestial. O Céu está no meio de nós! O Céu se faz presente na terra. O catecismo do Céu cai sobre o mundo.
A manifestação do poder de Deus encanta os homens na terra. Por isso, os homens que vem à fonte, retornam. O homem que vem novamente buscar a água, e receber o alimento da alma, vem receber; porque a alma se encanta. O alimento do Céu encanta a nossa alma!
É o que aconteceu com Jesus; ceando com os discípulos encantou a alma dos discípulos, porque os discípulos não estavam preparados para a grande hora, para o momento de Jesus entregar-se naquela cruz. Eles ainda não tinham preparação.
É o que Jesus fala conosco no dia de hoje. Às vezes você está orando, você está fazendo a sua parte como cristão, mas ainda não está forte, está deixando o demônio zombar de você com a fragilidade humana. É o que aconteceu com os discípulos: entregaram Jesus, negaram a Jesus; porque eles ainda não estavam fortes. Por isso, Jesus lavou os pés. No símbolo de lavar esses pés, Ele mostrou que precisava lavar a alma; porque a nossa alma e o nosso coração precisa tornar-se um Sacrário, um Santuário.
Quando Jesus fala de ‘santuário’, – às vezes, as pessoas questionam muito a palavra: “santuário”, porque ela é muito forte – Santuário é algo santo! E o que Jesus Cristo quer santo? O coração. O nosso coração precisa ser esse sacrário, esse santuário, aonde Ele habite e reine para sempre. Amém.
Precisamos desta catequese, porque a vivência que Jesus fez com os discípulos, Ele continua fazendo conosco; na vida do Santo Padre, na vida da Santa Igreja, na vida do Santo Clero, na vida das almas religiosas, nas famílias sagradas... As famílias também são santas; vivem um sacramento e precisa viver esse sacramento com amor. Você é feliz quando vive um sacramento, porque a sua alma se alegra na graça de Deus, na sua fidelidade.
Jesus nos coloca diante desta luz para que a possamos saborear este dia santo conscientes de que a Palavra de Deus é vida plena, Ela não passa, Ela permanece. Tem muitas coisas que são mistérios, que ainda não nos cabe conhecer, mas Deus tem providenciado para o nosso coração a sabedoria do entendimento e do discernimento. Então, cada um, no silêncio do seu coração vai pedir a Jesus que você seja um santuário, um sacrário digno e merecedor de Jesus Eucarístico.
Com grande alegria, eu vou abençoar todos os filhos.
Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”
Queridos filhos!
Eu abençoei carinhosamente todos os filhos. Fiquei muito feliz com a união de vocês, com este momento de oração.
Jesus alegra a nossa alma mostrando que Ele é o Alimento Vivo, Ele é o Pão Vivo que desceu do Céu e habitou no meio de nós. Por isso, a presença de Jesus na nossa vida é real, é grandiosa, é tão importante e faz o mundo ser diferente. Quando você sente a presença de Cristo no seu coração, o seu coração enche de alegria, e você se torna um filho de Deus abençoado.
Que todos vocês permaneçam na paz! Principalmente os filhos que vieram vivenciar a Semana Santa em adoração a Jesus.
Que a bênção do Pai, do Filho e do Divino Espírito Santo esteja no meio de nós, e no coração de todos os aniversariantes, peregrinos e romeiros aqui presentes.
A quem me ofertou as flores mais belas e lindas, eu quero ofertar o meu Coração.
O Céu me chama e eis aqui a Serva de Deus.

Créditos:

Website: Aparições Nossa Senhora de Piedade
Porta Voz: Marilda Santana

Mensagem de Nossa Senhora em texto - 29/03/2013


VALE DA IMACULADA CONCEIÇÃO
Piedade dos Gerais-MG

Sexta-feira Santa
Queridos filhos!
Hoje, a grande meditação é a graça da vida! Neste dia, vivenciamos o que de mais lindo Jesus fez para nós: Ele deu a vida por nós.
Nesta Sexta-feira Santa, vamos refletir sobre a vida, a vida plena; a vida verdadeira. A verdadeira fonte da vida é o nascimento da graça. Pela morte do Filho de Deus vem a ressurreição de todas as almas e de todos os corações para a Glória de Deus.
Hoje, é um dia de adoração a Jesus. Vamos fazer aqui, neste momento – no início da mensagem – a entrega dos nossos corações. É o dia do silêncio. A nossa reflexão será voltada a realidade dos tempos atuais, no quanto as pessoas, hoje, estão desprezando Jesus e no abandono da humanidade ao Santíssimo Sacramento.
Às vezes, é tão simples meditar a Sexta-feira Santa, mas é tão difícil refletir a essência de Jesus morrendo por nós. A humanidade está morrendo diante da essência da vida, que são as coisas do Céu: a graça, a oração, a Eucaristia, o amor e a família.
Ao olharmos a realidade dos tempos atuais – tão sofrida – temos que viver uma semana de reflexão procurando o caminho da conversão, da conscientização da nossa vida. Deus não nos criou por acaso, Ele nos criou por amor, e esse amor por nós é tão grande que Ele deu o seu próprio Filho, Deus Vivo, para ser o nosso Redentor e Salvador! A redenção é a salvação.
Depois da longa jornada, temos a estrada em que caminhamos em direção do caminho celestial, às coisas do Céu. A passagem é a terra, mas ela nos conduz a algo muito grande. Este dia de hoje vai passar, mas a presença do Cristo Salvador vai permanecer em nós. Esta unidade com o mistério da morte de Jesus na cruz, por nós, vai estar viva em nós. Cada ato que praticarmos na construção do Reino de Deus, vemos a glória; e cada momento de vacilo, você, estará refletindo sobre o quanto que Jesus deu a vida por você. Ele espera você, Ele quer que você se converta para Ele, que você seja dEle. As coisas de Deus não passam, são sempre presentes.
Neste ano da fé, a Igreja, – que somos todos nós – precisa reacender a chama, o milagre vivo da fé. Jesus nos deu a esperança, a felicidade da Igreja ser conduzida com mais humildade, com mais simplicidade e mais amor; isto é a presença dos Raios do Espírito Santo sobre a Igreja de Deus, que somos todos nós.
Então, nesta Sexta-feira Santa, devemos nos conscientizar do perdão, porque Jesus morreu para nos perdoar. Ele foi o único que aceitou o desígnio do Pai e deu o perdão; com o perdão Ele suou sangue para lavar os corações. Nesta reflexão da Misericórdia Divina, vemos que o Coração de Jesus transborda em sangue, Sangue Misericordioso. Precisamos buscar a misericórdia, é o tempo da misericórdia.
Temos que ser o Exército de Deus, que batalha pela construção da paz. Temos que ser o Exército de Deus, que caminha em direção da paz. Os nossos olhos, os nossos ouvidos, a nossa língua, o nosso coração precisa proclamar com boa vontade a presença do Deus vivo no nosso meio. Temos uma missão linda, a qual Deus tem nos dado a esperança, porque este ano da fé é o ano da esperança, filhos. É viver um pelo outro, com justiça e esperança; a esperança leva a justiça.
Tivemos, no início do ano, grandes sofrimentos. Mas você sabe que o alicerce da sua fé não é qualquer alicerce, é Jesus. A sua vinda a este Vale é porque você ama a Jesus; é Ele que trouxe você, é Ele o Caminho.Nós todos somos guiados por Ele, inclusive eu, Maria, a Mãe de Piedade. É Jesus que me conduz e nós somos conduzidos por Ele.
Hoje é um dia de reflexão sobre o perdão. O perdão nos faz mais sábios, a sabedoria precisa vir do alto. A humanidade, hoje, conhece muito e desconhece tudo.
Qual é o conhecimento que a humanidade busca? O conhecimento da matéria, da aparência, da tecnologia; mas a humanidade desconhece a ciência de Deus que nos faz conhecedores das necessidades do nosso próximo.
O homem nunca vivenciou momentos de sofrimentos tão grandes como nos dias de hoje. Não é só a carne doente, a alma também está doente. O homem vive tanto a doença da carne, como a doença da alma. Se ele não tem a sabedoria da Ciência de Deus, como ele vai ter sabedoria para poder ajudar as pessoas necessitadas?
Neste momento, há tantas pessoas precisando da oração de vocês, há tantas almas confiantes neste apelo forte de misericórdia a Deus por intermédio das almas orantes; vocês são os filhos orantes! A sua alma tem sede de Deus, o seu coração tem sede de Deus, e você ora pelo povo de Deus, pela família de Deus. É o momento de buscarmos a sabedoria, a sabedoria que teve Jesus. Ele, o grande Senhor teve a sabedoria da humildade. Ele conheceu a necessidade que o mundo tinha de salvação, conheceu a alma do homem que estava escravizada; e o libertou. Ele foi muito humilde. Esta sabedoria é que nos proporciona humildade.
É o momento também de refletirmos sobre as bem aventuranças. Jesus disse: “Bem aventurados os homens de fé, porque estes verão a Glória de Deus!” Temos que conhecer um pouquinho das nossas bem aventuranças. Onde está o canal da sua bem aventurança para que você possa dizer: Eu sou bem aventurado?
Eu poderia dizer para vocês em poucas palavras que existem vários conteúdos de bem aventuranças. Um deles é a busca de vocês pelo Reino de Deus, pela Palavra de Deus. Quem vem a este Vale é um bem aventurado, tem bem aventurança, porque vem pela fé e pelo milagre vivo da fé. A autenticidade daquele que busca as coisas do alto sem ver e sem tocar é um milagre de Deus; e vocês estão vivenciando este milagre de Deus, porque vocês vêm pelo coração, que é os olhos da alma que vos conduz. Vocês tem sede de encontrar a esperança, e aqui é um lugar de esperança; a esperança que move homens, mulheres, jovens, crianças, este Exército Mariano de Jesus e de Maria, que tem sede da graça que é o Triunfo do meu Imaculado Coração de Mãe.
Então é uma virtude a entrega de vocês, vocês se tornaram peregrinos, e hoje, são operários da Messe do Senhor, fazem parte de um exército de oração pelo Triunfo do Coração da Mãe de Deus, a Mãe de Piedade. Tem no coração um desejo tão grande deste Triunfo.
Os jovens têm trabalhado com bem aventurança, divulgando o Apostolado do Santo Rosário com sede de Deus; têm se colocado de coração nesta obra, neste trabalho. Isto é maravilhoso, filhos! Pegar um necessitado – uma alma carente de Deus – e evangelizar, é o maior conteúdo de bênçãos na terra, é receber bênçãos diretas do Céu; porque Jesus nos deixou cheios de graças, cheios de bênçãos. Nós temos aqui um oceano de bênçãos para lançar sobre o mundo. Os jovens estão tendo a graça da bem aventurança.
Jesus trouxe muitos jovens, para esse Retiro Espiritual da Semana Santa, para iniciar uma Páscoa com Deus, com Cristo Ressuscitado em nós. Isto é uma felicidade para o bem aventurado.
Essa Sexta-feira Santa, nos chama à bem aventurança que Cristo nos deu: a bem aventurança do amor. Ele derramou todo amor por nós, Ele doou sua vida para nós.
Hoje, também é um dia de reflexão sobre a caridade. Jesus teve caridade do pecador. Ele deu a vida para a salvação do pecador. Você precisa ter mais caridade, e saber que Jesus está falando forte: “Se você não se converter você não terá mais a vivência desta caridade.” Ele morreu na cruz e nos deu a caridade; depois Ele ensinou que devemos ter obediência ao seu ensinamento, e disse: “Eu sou o caminho, Eu sou a Verdade, Eu sou a Vida.” Siga!
Quando você fizer caridade, mostre para o jovem – muitos jovens estão caídos nas drogas, nos vícios, nos pecados da carne – que eles precisam de caridade. Mas, que você não apoie os erros, ensine que a Justiça Divina cobra com urgência a conversão. Não é hora de ficar enganando a você mesmo, principalmente os pais e mães, responsáveis pelos jovens. Tem que ter coração para tirar seu filho das garras do inimigo. O amor tem que ser para salvar e não para levar a alma para se perder. Existem muitas famílias que por falta de catequese não conduzem seus filhos a salvação de suas almas. A juventude está cercada pelo sofrimento que é o pecado.
Jesus pede a caridade nesta Sexta-feira Santa, mas uma caridade justa. Se você não praticar, a justiça lhe será cobrada! Principalmente neste ano da fé. O mais importante é amarmos e adorarmos a Jesus de todo nosso coração, com toda nossa alma, com todo nosso respeito, sabendo que Ele é para nós a Luz Eterna. Que felicidade saber: no momento que o homem se encontrava num túnel escuro, Jesus veio com o Espírito Santo e brilhou para ser a Luz Eterna.
Com grande carinho e amor, eu quero abençoar a todos os filhos aqui presentes.
Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”
Queridos filhos!
Com alegria eu abençoei carinhosamente a linda família de Deus. O coração está cheio de amor, felicidade, paz, sabedoria, força.
Jesus nos proporciona a Luz, para que alcancemos a paz interior, a cura de nossos corações. Nesta Sexta-feira Santa, Jesus trouxe para nós a libertação. Amemos a Cristo que veio para nos libertar!
Eu tenho refletido muito com Jesus. Em vários momentos das mensagens, Ele tem falado de três coisas: cura, libertação e exorcismo. E hoje, nesta Sexta-Feira Santa, – fazendo com vocês essa reflexão, depois de lhes abençoar – eu digo a vocês, como Mãe, que só alcança a cura, tanto do corpo como da alma; a libertação daquilo que te perturba, que te persegue, o sofrimento da alma; e exorcismo, eu digo: “quando o seu sofrimento é grande demais, e você está em pecado gravíssimo às vezes sozinho você não consegue sair, você precisa do exorcismo de Cristo, da presença de Cristo, do Sangue de Cristo para vencer o demônio, que vem lançando sobre você: fraqueza e orgulho; principalmente o orgulho”.
Mas, para que vocês alcancem estes três conteúdos fortíssimos na vida de vocês, vocês têm que querer, filhos! Não é só a Palavra de Deus lhes falar: “Vocês vão receber cura, vocês vão receber libertação, vocês vão ser exorcizados!”. Vocês têm que querer.
Você que está aqui e precisa de cura? Queira a sua cura.
Você precisa de libertação? Aceite a sua libertação.
Você precisa de exorcismo? Eu falo claramente: “Deixe o pecado grave”. Se lance nos braços de Deus, porque Jesus só entra no coração daquele que quer. Ele não vai obrigar você, Ele não vai pegar você obrigado, Ele quer você por amor. Nesta Sexta-feira Santa, refletimos o quanto que Jesus nos quer por amor, porque é por amor que Ele deu a vida por cada um de nós. Então pela presença do Pai, do Filho e do Divino Espírito Santo queira que a Obra de Deus da cura, da libertação e do exorcismo aconteça na sua vida!
A quem me ofertou estas flores tão belas e lindas, eu ofereço o meu Coração de Mãe.
O Céu me chama, e ama a todos nós! Neste dia de jejum e oração, eis que o Senhor me chama!
Créditos:

Website: Aparições Nossa Senhora de Piedade
Porta Voz: Marilda Santana

MARCADORES - INDICE DOS ARQUIVOS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!