FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ - CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ -  CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A LITURGIA

19 de fev de 2015

Mensagem da Mãe de Piedade no dia 1º de Fevereiro de 2015


Queridos filhos!
Que a paz de Jesus, o amor do Pai e a luz do Espírito Santo resplandeçam sobre as nossas vidas. E sejam fonte de graça, de amor, de misericórdia e principalmente de redenção para todos nós.
Louvado e glorificado seja Jesus no coração de cada um dos filhos aqui presentes. O seu coração é o maior sacrário. É o sacrário onde Jesus realmente deseja estar, viver e reinar para sempre!
Na mensagem de hoje, vamos pedir a Deus, misericórdia para o Brasil. Olhamos para este país gigante e vemos a grande necessidade que existe no coração das famílias, dos jovens e das crianças. Há muito sofrimento dentro dos lares: falta de perdão, de oração e de comunhão com Jesus e com o próximo.
O demônio tem zombado terrivelmente da humanidade. Os pecados levam o ser humano a ter cegueira de espírito, cegueira espiritual. Há tanto sofrimento. São tantas as feridas visíveis na carne. São tantos os sofrimentos espirituais. Há tantos corações conturbados pela dor, pela tristeza. Vemos muitas lágrimas no mundo, especialmente na vida de nossas crianças. Vemos abandono.
No Brasil, vemos a cada dia crianças sendo abandonadas, rejeitadas; sendo esquecidas. Amor é proteção e não esquecimento. Amor é acolhida e não rejeição. Vemos as crianças sendo rejeitadas. Há tanto abandono dos inocentes. E se vive uma dor enorme.   A criança sofre esse abandono desde o primeiro momento em que vê a luz do mundo.
É por isso que vemos tanta frieza, tanta maldade.  A criatura é, então, capaz de cometer pecados bárbaros.
Tudo isso é consequência do abandono, do desamor, da falta de alicerce familiar, da falta de catecismo cristão na vida da família. Catecismo é quando falamos da religião, do Santíssimo Sacramento, da Eucaristia, da fraternidade, da comunidade, do respeito ao Evangelho, da vivência da Palavra de Deus. São essas coisas que nos direcionam a amar o próximo.
De que adianta a pessoa falar bonito, profetizar com lindas palavras, mas esquecer-se de fazê-lo com ações. O país de vocês é um país que ora, não podemos negar, mas é um país que precisa orar mais, principalmente os jovens, precisam despertar seu interesse pela oração, meus filhos!
Vemos muita inveja e até mesmo perseguição contra aqueles que estão fazendo o bem. Jesus fala no Evangelho, que a pessoa que faz o bem será perseguida, será invejada. A inveja é o que leva as pessoas a perseguirem os bons. A pessoa que tem inveja, fica cega e destrutiva. Daí a necessidade de começarmos a catequese com as crianças e orientá-las para que iniciem, desde já, um pequeno apostolado de vida de oração.
Vejam que coisa linda, logo no inicio do ano dedicado à paz e às crianças,  surge no Vale da Imaculada Mãe de Deus, Mãe de Piedade, um pequeno apostolado das crianças. Isso é sinal de fé! Isso é sinal de quem ouve a Palavra de Deus e a acolhe e a coloca em prática. Foi a Luz que inspirou vocês, que lhes deu essa linda graça de  começarem esse apostolado, incentivando as crianças. A oração da criança, do pequeno, do inocente, é um perfume oferecido a Jesus.
Eu gostaria que nesse apostolado, fossem incluídos os jovens. As crianças, em geral, se espelham nos jovens, mas este será o momento em que os jovens também se espelharão nas crianças. Quando o jovem vê uma criança com seu pequeno terço nas mãos, e essa criança começa a graça de orar esse pequeno terço, isso vai ser uma das mais lindas evangelizações para os jovens e para os adultos, porque vem do menor. E Jesus dedicou este ano às crianças. Olhamos para as crianças e vemos que estão sendo abandonadas, maltratadas, negadas e rejeitadas. Mas, será delas que, de repente, surgirá a grande graça para os jovens e para as famílias, para o povo de Deus na Terra.
As crianças estão iniciando o seu pequeno apostolado de evangelização no ano dedicado a elas, no ano da paz. Isso é um exemplo de fé!
Enquanto o ser humano estiver apegado às migalhas do demônio, fixado nos interesses da Terra, ele não produzirá frutos. As pessoas não assumem, mas são demasiadamente apegadas às pequenas coisas.  As coisas do mundo são passageiras. De repente, Deus olha para você e diz: “Filho! Eu quero você hoje comigo!”. E você não vai levar o que tem e possui sobre a Terra. Tudo ficará aqui. A única coisa que você levará consigo é uma alma linda para se encontrar com Deus. E essa alma linda vai estar revestida das boas obras, das obras edificantes e edificadoras, daquilo que você fez, enquanto Deus permitia a sua passagem sobre a Terra. É a sua alma bonita que vai ao encontro de Deus, que vai ao encontro daquele bom Pai, daquele Pai misericordioso.
No ano dedicado aos pequeninos, eles tiveram por unção de muitos pais, a graça da formação do pequeno apostolado. É um ano de vitória para nós, porque é o ano da oração das crianças, das crianças que oram pela paz, que oram pelo gigante que vocês amam que é a sua pátria, o Brasil. É o ano das crianças que oram pela conversão das almas do povo desta nação e do mundo.
O mundo precisa se despertar e ascender a chama do Espírito Santo. Tudo está conturbado pela dor. Você olha para a família e a vê cheia de cicatrizes. Você olha para os jovens e os vê cheios de cicatrizes. Você olha para as crianças e as vê cheias de cicatrizes. Você olha para Terra e vê que nada está em equilíbrio. Tudo acontece de forma excessiva, para mais ou para menos.  Precisamos  acreditar e viver a Palavra de Deus. O que estamos vivendo — as dificuldades familiares e os sofrimentos temporais — são consequência da ganância, que é um pecado gravíssimo.
Jesus nós alertou quanto a isso. Pense num sopro, que é a Palavra de Deus. Nesse sopro Jesus nos alertou quando disse: “A obediência edificará e a desobediência destruirá!”.  Vamos fazer novamente uma reflexão, que eu já havia feito com vocês. Notem o quanto a desobediência é maior do que a obediência. É por isso que tudo está sendo destruído: a família, o jovem, a criança, a fé!
Temos fé porque temos Deus arrebanhando almas. Temos a Misericórdia Divina arrebanhando almas. Temos o Céu que traz o sopro da verdade. Essa é a verdade que  as pessoas têm medo de anunciar.  O ser humano tem medo de falar daquilo que é a verdade, daquilo que é a graça, daquilo que é o acontecimento real.Não precisamos ter medo de falar daquilo que está acontecendo agora. Mas temos de ter medo de nos acomodarmos diante da falsidade e da mentira, e acordarmos diante de um pesadelo, como o que a humanidade já está vivendo.
Devemos, isso sim, ter coragem de anunciar a verdade. Falar a verdade é a missão do cristão.Inclusive Jesus fala isso no Evangelho. Temos de ser anunciadores da verdade. Nós temos que estar dispostos, os pais, as mães, os leigos, os religiosos, a Igreja, os sacerdotes. Todos têm de anunciar Cristo. Cristo é a verdade! A verdade é Cristo! Cristo deixou para nós as pegadas dos alicerces fortes, dos alicerces santos.
Jesus não deixou deslizes, Ele deixou pegadas fortes para que seguíssemos os seus passos. Mas, de forma tão triste, a humanidade deixou de seguir os passos de Jesus.  São tão poucos os peregrinos, os caminhantes dessas pegadas misericordiosas de Jesus.
Mas temos o Céu que olha por nós, o Céu que vem até nós, que clama por conversão, por oração. Esse Céu que clama por obediência! Mesmo estando diante desse Céu, diante dessa luta do Céu, vemos que o inimigo tenta nos amedrontar com as suas sombras de dúvidas, de incertezas, de medos, de receios. Quantas vezes temos medo daquilo que nos traz a santidade. Quantas vezes acontece de você pegar o rosário e dizer: “Eu tenho medo de não conseguir orar!”. Vejam só que tristeza: o demônio leva as pessoas a terem medo de tudo, até mesmo daquilo que lhes faz bem.
Mas, o ser humano deveria agir de forma diferente, deveria pegar o rosário, e dizer: “Feliz sou eu que oro, porque levo a minha vida na presença de Deus, na graça de Deus!”. O demônio é tão traiçoeiro, que tenta induzir vocês a não viverem o que é bom. Tenta colocar medo em vocês, mas as coisas de Deus são grandes e trazem para nós providências tão edificadoras. Quando estamos nas mãos do Senhor, somos pequenos instrumentos conduzidos pelo Senhor!
O Senhor é a nossa arca, a nossa aliança, a nossa vitória. Somos tomados pelas mãos do Senhor. Que coisa linda, não é meus filhos? Durante uma mensagem como esta — que eu lhes trago — somos tomados pelas mãos do Senhor: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
O que é a paz? O Pai, o Filho e o Espírito Santo! Somos tomados pela paz. Somos guiados pela paz. Deus irá sempre nos direcionar a dar passos em direção ao caminho do bem e da paz!  
O seu “sim” pertence a você. O “sim” que você tem em sua vida é o “sim” que você dá ao Senhor.Ninguém pode ganhar o Céu por você. As almas santas podem ser intercessoras para a conversão das outras almas.  Você pode conduzir o seu pensamento a um grande santo e pedi-lhe que interceda para que você seja humilde e capaz de seguir os passos dele. Mas ganhar o Céu é uma tarefa exclusivamente sua.
É por isso que Deus se preocupa tanto conosco, pois somos nós os únicos responsáveis por alcançar o Céu. Que fique claro para nós aqui, neste ano do lindo apostolado das crianças, neste ano da paz, a importância dessa grande luta pela conversão do Brasil e do mundo. Essa luta se faz com a oração. A oração tem o poder de transformar aquilo que é difícil, e de realizar aquilo que é impossível.
Hoje vemos o impossível. Quando você olha apenas com os seus olhos humanos diz: “Mas quem pode mudar o Brasil?”. Se nesta nação, que é apenas uma parte do mundo, vemos tantos sofrimentos, imaginem como está o resto das nações, a humanidade inteira. Aos olhos humanos é impossível mudar o mundo, mas Deus pode fazer isso no segundo em que você respira. Deus é a nossa vitória!
Cada um vai se colocar diante dessa vitória que é Deus e pedi-lhe que tenha compaixão e misericórdia de todos nós.
Com grande alegria eu quero abençoar a todos os filhos.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”
 Queridos filhos!
            Eu abençoei carinhosamente a todos os filhos, aos aniversariantes e aos romeiros aqui presentes.
Hoje o Céu mostrou para nós o grande caminho da santidade, que é Jesus. Mostrou a grande necessidade de nos movimentarmos — no silêncio de nossos corações — em direção a esse caminho maravilhoso que Jesus é para todos nós.
Jesus está abençoando as crianças por esse apostolado que se inicia. Está também abençoando às famílias aqui presentes, à Igreja, ao Santo Padre.
Vamos colocar nas mãos de Jesus um pedido de paz para o Brasil, um pedido de paz para as famílias, um pedido de paz para as crianças e para os jovens. Vamos também pedir a Deus pela conversão. 
Olho para vocês aqui hoje, filhos, e acolho os seus pedidos, acolho as necessidades de vocês. Eu sei que o coração de vocês tem muito para receber a partir do momento em que compreendem que Deus é maior do que as suas necessidades. Só compreendemos que Deus é maior, quando vivenciamos o milagre da conversão.
Que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo — que a Trindade Santa — realize o milagre da conversão na vida dos aniversariantes deste dia e na vida de todos vocês.
A quem me ofertou estas flores belas e lindas, lhes digo que as vou entregar a Jesus como prova de amor de cada um de vocês.
O Céu me chama. Eis aqui a Serva do Senhor, a Mãe de Deus, a Mãe de Piedade!

FONTE:


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!