FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ - CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ -  CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A LITURGIA

31 de jan de 2015

Mensagem da Mãe de Piedade no dia 17 de Janeiro de 2015





Queridos filhos!
Primeiramente, quero pedir a Deus — que é a nossa paz, que é a nossa luz, que é o nosso caminho — que neste momento, tome conta do nosso coração. Hoje a ferida maior é aquela que está dentro do coração de cada um.
Vemos no mundo tanta violência, tanta maldade, tantas doenças, tantos sofrimentos espirituais e materiais. Não podemos deixar de ver também o sofrimento temporal.
Vocês têm de se unir muito, como Jesus pediu e nos pede. Ele pede a união, a oração, o silêncio. Porque o ano da paz é o ano da grande luta. Por isso precisamos da paz!
Lembro-me de Jesus, de algo muito bonito, que ficou marcado em meu Coração; quando Ele chegava no meio de uma tempestade, dizia:  “Que a paz esteja no meio de nós!”.
Hoje, peço a Jesus que haja paz. O mundo está diante de turbulências horríveis, causadas pelo pecado: destruição da família, destruição da infância, destruição da juventude. Há tantas cicatrizes na alma. O pecado vai destruindo o que existe de mais sagrado, que é a nossa alma, a nossa vida, e o nosso coração. Precisamos estar em contato com a graça divina, estar realmente sob a proteção da Divina Misericórdia.
            O mundo vai passar por um grande susto! Por que vai ser um grande susto? Porque poucos estão preparados para a situação que a humanidade vai enfrentar. Temos de estar preparados. Preparação é oração!
            As pessoas não oram como precisariam orar. Há vários conteúdos de oração! Por exemplo, a oração mais completa é aquela em que recebemos Jesus: a Eucaristia, a Santa Celebração, a Santa Vivência do grande milagre. Esse é o momento de oração maior. Esse momento de oração inclui as preparações iniciais até o momento de recebermos Jesus, para realmente vivermos com Cristo — em comunhão com Cristo — e, diante dessa presença de Cristo em nós, realizarmos verdadeiramente os desígnios de Deus.
            Existe a oração na qual a pessoa mais reflete — mas menos vive — que é a oração do Santo Rosário. Muitas vezes oramos o Santo Rosário, mas nos esquecemos de meditar cada passagem da vida de Jesus. Essa meditação é necessária para que o rosário realize em nossa vida o grande mistério da nossa salvação. Nessa contemplação, Jesus nasce, é perseguido e morre na cruz, ressuscita e faz do mundo um milagre! Precisamos colocar esse grande amor de Jesus em nossa vida. A oração do Santo Rosário não consiste apenas em dizer “Ave Maria”, em orar o “Pai Nosso”, e fazer todas as orações. Ela significa uma constante unidade com Cristo e com o irmão em construção de uma vida nova. Quem ora o Santo Rosário como deve e o coloca na sua vida diária como precisa, vivência uma das orações mais lindas da vida que é a caridade.
O mundo é um lugar cheio de interesse, onde ninguém faz caridade. Pouquíssimas coisas nos fazem respirar a brisa mansa e o Cristo que é a caridade. Caridade é aquilo que vocês fazem sem querer mérito de volta. Caridade é uma doação. Caridade é o prazer de servir a Deus na pessoa do próximo. Mas, os filhos de Deus hoje, não têm caridade nem com os pais que lhes deram a vida. Falta muito a caridade na Terra. Na verdade o ser humano precisaria viver mais a Eucaristia e experimentar a unidade pela oração do Rosário. Precisaria ter mais vivência da espiritualidade, da oração, da caridade, do amor, do perdão e da fraternidade!
Por que é tão difícil viver a fraternidade? Por que você, muitas vezes, chega a ter lágrimas em seus olhos, chega a derramar lágrimas por estar vivendo em uma fraternidade?
O mundo é uma desigualdade total, uma disputa de poder. Ninguém pensa no Céu, na Vida Eterna. A criatura se baseia apenas nas coisas da Terra. Hoje vemos a falta de chuva. Não só a falta de chuva, mas também o calor enorme. Há um grande sofrimento e violência por toda a parte. Mas preferimos fechar os olhos a encarar a verdade.
            Estamos nos finais de tempos. Este é o tempo no qual o ser humano desrespeitou a Deus, desobedeceu a Deus, e continua desrespeitando e desobedecendo a Deus. Se a criatura humana tivesse vivenciado um grande conteúdo de conversão, o mundo já estaria um pouco melhor. Mas a humanidade não se preocupa com a Vida Eterna. É como se a Terra fosse tudo! E, justamente dela o que você precisa vai lhe faltar; ela não é o tudo! Você quis tanto esse tudo, que Deus lhe deu tudo em abundância. Agora vai sentir falta daquilo que Deus lhe deu em abundância. Porque sua ganância falou mais alto, seu orgulho falou mais alto. Não pensou no presente, você vive mais o futuro, por isso você pensa em tantas coisas para satisfazer a sua carne e se esquece de uma riqueza maior: a Vida Eterna.
Se, de repente, Deus vem e lhe colhe, como você estará diante de Deus, como você vai se apresentar diante de Deus? Suas vestes estão limpas ou estão sujas? Suas vestes estão brancas? Cada um é responsável pela salvação de sua alma!
Neste ano da paz, Jesus nos conscientiza para que dobremos os joelhos e oremos pedindo misericórdia. Não pense que Deus — Pai, Filho e Espírito Santo — nos abandona. Neste momento a presença de Deus em nossa vida é a maior, por isso é o ano da paz. Quem é a paz? Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.
       Cada vez que  você abandonar o Pai, o Filho e o Espírito Santo, terá como consequência sofrimentos visíveis: temporais, matérias, e espirituais. Verá de forma claríssima esses três tipos de sofrimento caírem sobre o mundo. Quem não tiver sabedoria, amor e fé não vai buscar proteção na misericórdia.
Jesus disse: “Minha misericórdia é a ultima tábua de salvação!”. Mas, quem estiver orando estará protegido. Você já deveria estar de joelhos dobrados, recorrendo a Jesus que é a misericórdia! Porque você sabe dos sofrimentos e tempestades violentas que vão recair sobre o mundo no qual falta amor, falta perdão.
Precisamos muito de Deus, desta brisa mansa que passa. Precisamos que Jesus fique dentro de nós, e transforme os nossos corações, nos fazendo abrir os olhos para ver que hoje é tempo de preparar o caminho, porque o Senhor está voltando.
Feliz de nós que estamos preparando esse encontro para recebê-Lo. Veremos a Deus se estivermos preparados. Mas estaremos cegos à Sua presença se estivermos despreparados. Na verdade muitas almas estão cegas para o Senhor. Não conseguem vê-Lo na Eucaristia, não conseguem vê-lo na presença das pessoas mais necessitadas, nos doentes, nos enfermos, nas crianças, nos jovens.
Jesus dedicou o ano de 2015 à paz e às crianças. Isso me faz refletir sobre um momento belíssimo da vida de Jesus. Quando chegava a hora, Ele pegou as crianças e disse: “Delas é o Reino de Deus”. As crianças são a nossa esperança. É a motivação para que continuemos a lutar e a construir em Cristo um mundo melhor. Vamos orar muito pelos inocentes, pelas almas dos inocentes. Quantos inocentes estão sendo massacrados pelo egoísmo.
O ser humano que diz ter tanto conhecimento, perdeu o maior de todos: o amor! O amor é o maior conhecimento! Quando a gente ama, consegue entender o grande milagre, de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo em nossa vida.
Vamos colocar esta bênção de Deus em nossa vida: vamos orar! O Brasil precisa de muita oração, é um país misericordioso, mas que vai enfrentar muito sofrimento e  nós precisamos das mãos de Deus sobre esse povo, sobre as suas famílias, e sobre as suas crianças. É enorme a quantidade de pessoas que já estão sofrendo as consequências dos sofrimentos temporais, matérias e espirituais.
            Que a mão misericordiosa de Deus nos auxilie a cada um de nós nesta linda jornada. É linda porque temos Deus. Se não tivéssemos Deus ao nosso lado, diríamos que a jornada era uma jornada dolorosa, pesada. Mas, com Deus, temos de ter sabedoria para não abandonar essa graça visível que está vindo até nós como um Pai que nos ama e que deseja que todos os filhos se salvem.
Com grande alegria e amor Eu quero abençoar a todos os filhos!

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”
Queridos filhos!
Eu abençoei carinhosamente a todos os filhos, a todos os corações aqui presentes.
Ouvimos hoje do Céu um alerta, um alerta muito grande. Talvez as pessoas estejam tão acostumadas com o caminho largo que o inimigo lhes oferece, que elas se esquecem do sofrimento que estão vivendo nas famílias; se esquecem do sofrimento no coração das crianças e dos jovens. Quantas pessoas estão sem direção espiritual?  O Céu, que é a maior espiritualidade em nossas vidas, está tão perto de nós, tão junto de nós.
Neste momento agradecemos ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo e recebemos a linda bênção da Santíssima Trindade neste grande ano da paz, dedicado também as nossas crianças.
            Que Deus cuide de todos os corações. Zelem pelo coração de vocês. Que diante das batalhas que vocês já enfrentaram e que ainda enfrentarão, sejam sempre tomados pelas lindas mãos misericordiosas de Jesus. Ele, sim, é a nossa única vitória. O Pai, o Filho e o Espírito Santo — a Santíssima Trindade — é a nossa vitória.
            Parabenizo aos aniversariantes e também aos que estão agradecendo pelos anos de batismo. Que Deus abençoe a cada um de vocês.
Abençoei carinhosamente aos romeiros e peregrinos. Os pedidos de vocês já estão no Coração de Jesus, e serão atendidos porque tudo que a Mãe pede ao Filho, o Filho tem a alegria de atender a àqueles que estão aqui pedindo e precisando tanto da paz.
Agradeço a quem me ofertou estas flores belas e lindas. Eu quero ofertá-las a Jesus em prova do amor de cada um de vocês por Ele.
O Céu me chama e ama a todos nós. Eis aqui a Serva de Deus, a Mãe de Piedade.

FONTE:



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!