FLAGCOUNTER DE ALÔ VIDEOSFERA - LINK IN

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ - CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS

LITURGIA DIÁRIA - COMECE O DIA FELIZ -  CONGREGAÇÃO IRMÃS PAULINAS
CLIQUE NA IMAGEM PARA ACESSAR A LITURGIA

19 de dez de 2013

Oração para o Natal


Eles não poderiam faltar aqui neste Natal - Para vocês, meus cantores prediletos!


Oração  para o Natal

Senhor, nesta Noite Santa, depositamos diante de Tua manjedoura todos os sonhos, todas as lágrimas e esperanças contidos em nossos corações!
Pedimos por aqueles que choram sem ter quem lhes enxugue uma lágrima.
Por aqueles que gemem sem ter quem escute seu clamor.
Suplicamos por aqueles que Te buscam sem saber ao certo onde Te encontrar.
Para tantos que gritam paz, quando nada mais podem gritar.
Abençoa, Jesus-Menino, cada pessoa do planeta Terra, colocando em seu coração um pouco da luz eterna que vieste acender na noite escura de nossa fé.
Fica conosco, Senhor!
Assim seja!


Autora: Myrinha e família

17 de dez de 2013

Corações endurecidos, mentes cauterizadas - Pastor Nelson Bomilcar



Precisamos, em oração, corrigir nossa rota por caminhos eternos e de vida
                                                                                
Não há como negar que viver o Evangelho nos dias de hoje traz muito mais desafios e situações a serem administradas do que nos tempos de nossos pais na fé. Os assaltos do secularismo e do hedonismo; o inesgotável caminho de religiões e crenças; as diversas realidades sociais e políticas, assim como as variadas manifestações culturais, acabam dificultando a correta compreensão e entendimento do Reino de Deus e de seus valores por parte da presente geração. Na realidade peculiar e ambígua de nossa época, vemos que a mensagem integral do Evangelho tem sido camuflada e esvaziada. Presenciamos distorções cada vez mais absurdas sobre o Deus que se revelou na natureza, aos pais e profetas, através das Escrituras Sagradas e em Jesus Cristo. O entendimento acerca da ação divina nestes dias é cada vez mais vago e difuso – e, de forma inusitada, são os próprios evangélicos que tomam a frente daqueles que trituram e relativizam a mensagem bíblica.

A radicalidade e os extremos do fundamentalismo engessado das tradições, assim como o liberalismo antropocêntrico das reflexões teológicas acadêmicas dificultam o entendimento da simplicidade e da profundidade do que Jesus trouxe em sua obra de salvação e ensino. Por outro lado, a espinha dorsal da mensagem contida no sermão da montanha – o estilo de vida que agrada ao coração do Deus triúno, calcado em uma existência humana onde a lei de amar ao Senhor e ao próximo é observada e a adoração, a confissão e mordomia de uma cidadania responsável de justiça e paz, vivenciadas – tem sido recorrentemente ignorada.

A radicalidade e extremos dos movimentos pendulares de sempre, isto é, desde o fundamentalismo engessado das tradições, até ao liberalismo e antropocentrismo das reflexões e conclusões do exercício acadêmico da teologia e de algumas vertentes da ciência das religiões, partilhadas com imatura maneira de lidar com a filosofia e compreensões existenciais, dificultam em muito a que pessoas simples e comuns ou mesmo que mentes mais privilegiadas entendam a simplicidade e profundidade do que Jesus trouxe em Sua obra de salvação e ensino, balizando o reino de Deus que está sendo implantado.

Causa tristeza ver que cada vez mais que pessoas têm abdicado da busca por uma vida que valorize o ensino e prática do que Jesus nos ensinou acerca da santidade e uma vida de serviço. Muitos, com corações endurecidos e mentes cauterizadas pelo pecado, entregam-se aos próprios desejos e decisões, abrindo mão ou negociando valores éticos e morais – inclusive, as virtudes que vêm do caráter de Jesus, santo e humano, e não da uma vivência baseada apenas no legalismo, nas letras da lei. É gente que vai construindo seus deuses pessoais, que falam somente aquilo que seus devotos desejam ouvir e crer. Gente que vai andando conforme as enganosas inclinações do coração; que gosta de transitar pela na linha tênue que normalmente se encaminha para a prática do mal. Isso compromete qualquer espiritualidade em sua veracidade, profundidade e sanidade. Cristo torna-se apenas uma remota referência, um bom exemplo a ser olhado e seguido de vez em quando.

Precisamos, de maneira corajosa e rotineira, chamar pecado de pecado, encarando com humildade o discurso mais impopular da revelação de quem somos à luz da Palavra de Deus. E precisamos, em oração, ver se há em nós algum mau caminho e corrigir a rota por caminhos eternos e de vida. Entender o significado de Jesus ter levado os nossos pecados na cruz, através da grandiosa obra de sua graça e poder, é o que nos capacita a obter vitória sobre eles. Deixando que nosso coração e nossa mente permaneçam sensíveis à voz e direção do Espirito Santo, não permitiremos que fiquem endurecidos e cauterizados.

O pastor, mestre, escritor e poeta Eugene Peterson faz uma leitura precisa do que Salomão escreveu em Provérbios 17.19: "Quem namora o pecado se casa com a confusão, e quem deixa a arrogância subir à cabeça faz um convite à destruição". Para nos prevenirmos contra o pecado, necessitamos de intimidade com Deus em oração, meditação e dependência. E não podemos desprezar a experiência comunitária saudável com os amigos de alma, que são vitais no processo de sanidade e espiritualidade. Na comunhão dos santos, encontramos gente que nos fala também o que não queremos, mas precisamos, ouvir; gente que nos ama e caminha conosco no dia do acerto e do erro, tentando perseverar em fidelidade até o fim da carreira a cada um de nós proposta.


Visto 13 vezes desde 11/12/2013 às 08:02:32.

16 de dez de 2013

UMA LIÇÃO DE VIDA - LEOPARDO CUIDA DE MACACO ÓRFÃO


ADVENTO

                                 
















Meditando a chegada de Cristo, devemos buscar o arrependimento dos nossos pecados e preparar o nosso coração

O Ano Litúrgico começa com o Tempo do Advento; um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus. Este foi o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus. Esse acontecimento precisa ser preparado e celebrado a cada ano. Nessas quatro semanas de preparação, somos convidados a esperar Jesus que vem no Natal e que vem no final dos tempos. Nas duas primeiras semanas do Advento, a liturgia nos convida a vigiar e esperar a vinda gloriosa do Salvador.

Um dia, o Senhor voltará para colocar um fim na História humana, mas o nosso encontro com Ele também está marcado para logo após a morte. Nas duas últimas semanas, lembrando a espera dos profetas e da Virgem Maria, nós nos preparamos mais especialmente para celebrar o nascimento de Jesus em Belém. Os Profetas anunciaram esse acontecimento com riqueza de detalhes: nascerá da tribo de Judá, em Belém, a cidade de Davi; seu Reino não terá fim... A Santíssima Virgem Maria O esperou com zelo materno e O preparou para a missão terrena. Para nos ajudar nesta preparação usa-se a Coroa do Advento, composta por 4 velas nos seus cantos – presas aos ramos formando um círculo. A cada domingo acende-se uma delas. As velas representam as várias etapas da salvação.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!

OBRIGADA PELA VISITA. VOLTE SEMPRE!